|
|
|
|
|
|
|
|
|
   
 
 
:. Glossário .:
 Caso queira sugerir a inclusão de algum termo específico, envie um email.
A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N
O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

Legenda:

EC
Engenharia Clínica
EH
Engenharia Hospitalar

ARQ
Arquitetura

ADM
Administração

ENF
Enfermagem

EXC
Critérios de Excelência

BIO
Áreas Biológicas

EPD
Epidemiologia

FAR
Farmacologia

 

ABEClin - (EC)
Associação Brasileira de Engenharia Clínica.

ABNT - (EC / EH / ARQ / ADM)
Associação Brasileira de Normas Técnicas, órgão designado pelo COMMETRO como o responsável pela normalização técnica no país.

Abrigo De Recipientes De Resíduos - (EC / EH / ARQ )
Ambientes destinados à guarda externa de resíduos de serviços de saúde sólidos (lixo) e higienização dos recipientes coletores.

ACCE - (EC)
American College of Clinical Engineering (Colégio Americano de Engenharia Clínica).

Administração - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Unidade destinada ao desenvolvimento das atividades administrativas do estabelecimento de saúde.

Agente - (BIO)
Entidade biológica, física ou química capaz de causar doença.

Agente Infeccioso - (BIO)
Agente biológico capaz de produzir infecção ou doença infecciosa.

Alado - (BIO)
Fase adulta do vetor, presença de asas.

Alarme De Emergência - (EC / EH / ENF)
Alarme que indica a necessidade de intervenção da equipe de saúde.

Alarme Operacional - (EC / EH / ENF)
Alarme que indica a necessidade de intervenção da equipe
de técnica.

Alinhamento (Alignment) - (EXC)
Consistência entre planos, processos, ações, informações edecisões para apoiar as estratégias, objetivos e metas globais da organização. O alinhamento eficaz requer o entendimento das estratégias e metas e a utilização de indicadores e informações complementares para possibilitar o planejamento, monitoramento, análise e melhoria nos setores de trabalho, principais processos e na organização com o um todo.

Almoxarifado - (EC / EH / ARQ / ADM)
Unidade destinada ao recebimento, guarda, controle e distribuição do material necessário ao funcionamento do estabelecimento de saúde.

Alojamento Conjunto - (EC / EH / ARQ / ENF)
Modalidade de acomodação do recém-nascido normal em berço contíguo ao leito da mãe.

Alta Direção (Senior Management) - (EXC)
Abrange os executivos ou líderes de escalões superiores, que compartilham a responsabilidade principal pelo desempenho e pelos resultados da organização.

Ambiente - (EC / EH / ARQ / ENF)
Espaço fisicamente determinado e especializado para o desenvolvimento de determinada(s) atividade(s), caracterizado por dimensões e instalações diferenciadas. Um ambiente pode se constituir de uma sala ou de uma área.

Ambiente De Apoio - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Sala ou área que dá suporte aos ambientes destinados às atividades fins de uma unidade.

Ambulatório - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à prestação de assistência em regime de não internação.

Ampére (A) -
É a unidade de medida que determina a quantidade de corrente elétrica que passa por um condutor elétrico ou circuito. Ao observar dentro da "caixa de luz" ou quadro de distribuição de uma residência, você verá que cada disjuntor tem uma Amperagem identificada, equivalente ä corrente elétrica do circuito ao qual ele corresponde.

Análise Crítica (Review) - (EXC)
Verificação profunda e global de um projeto, produto, serviço, processo ou informação com relação a requisitos, objetivando a identificação de problemas e a proposição de soluções.

Anatomia Patológica - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada a realizar exames citológicos e estudos macro e ou microscópicos de peças anatômicas retiradas cirurgicamente de doentes ou de cadáveres, para fins de diagnóstico.

Anatoxina (Toxóide) - (BIO)
Toxina tratada pelo formol ou outras substâncias, que perde sua capacidade toxigênica, mas conserva sua imunogenicidade. Os toxóides são usados para induzir imunidade ativa e específica contra doenças.

Animais sinantrópticos - (EC / EH / ARQ / ENF)
Espécies que indesejavelmente coabitam com o homem, tais como os roedores, baratas, moscas, pernilongos, pombos, formigas, pulgas e outros.

Anticorpo - (BIO)
Globulina encontrada em fluidos teciduais e no soro, produzida em resposta ao estímulo de antígenos específicos, sendo capaz de se combinar com os mesmos, neutralizando-os ou destruindo-os.

Anticorpo Monoclonal - (BIO)
Anticorpo produzido pela progênie de uma única célula e que por isso é extremamente puro, preciso e homogêneo.

Antigenicidade - (BIO)
Capacidade de um agente ou de fração do mesmo estimular a formação de anticorpos.

Antígeno - (BIO)
Porção ou produto de um agente biológico capaz de estimular a formação de anticorpos específicos.

Antisepssia - (BIO)
Conjunto de medidas empregadas para impedir a proliferação microbiana.

Antitoxina - (BIO)
Anticorpos protetores que inativam proteínas solúveis tóxicas de bactérias.

Antrópico - (BIO)
Tudo que pode ser atribuído à atividade humana.

Antroponose - (BIO)
Infecção cuja transmissão se restringe aos seres humanos.

Antropozoonose - (BIO)
Infecção transmitida ao homem, por reservatório animal.

Aplicação (Deployment) - (EXC)
Disseminação e uso do enfoque pela organização. A aplicação é avaliada levando-se em conta dois fatores: disseminação e continuidade (ver o capítulo Sistema de Pontuação).

Aprendizado (Learning) - (EXC)
Métodos utilizados para questionar, avaliar e melhorar e/ou inovar as práticas de gestão e os respectivos padrões de trabalho.

Arboviroses - (BIO)
Viroses transmitidas de um hospedeiro para outro por meio de um ou mais tipos de artrópodes.

Área - (EC / EH / ARQ / ENF)
Ambiente aberto, sem paredes em uma ou mais de uma das faces.

Área De Foco - (EPD)
Área de transmissão para uma determinada doença, porém de localização bem definida, limitada a uma localidade ou pequeno número destas, em um município.

Área Endêmica - (EPD)
Aqui considerada como área geográfica reconhecidamente de transmissão para uma determinada doença.

Área Indene Vulnerável - (EPD)
Área reconhecidamente sem transmissão de uma determinada doença, mas cujas condições ambientais favorecem a instalação da transmissão.

Área Para Assistência De RN - (EC / EH / ARQ / ENF )
Ambiente destinado à execução dos primeiros cuidados do recém-nascido e à sua identificação.

Ascite - (BIO)
Acúmulo de líquido seroso na cavidade peritonial, causado pelo aumento da pressão venosa ou queda da albumina no plasma. O exame revela aumento indolor do abdome, macicez líquida que muda com a postura. É responsável pelo termo "barriga d'água" para a esquistossomose.

Assepsia - (BIO)
Conjunto de medidas utilizadas para impedir a penetração de microorganismos (contaminação) em local que não os contenha.

Associação Medicamentosa - (FAR)
Administração simultânea de dois ou mais medicamentos, seja em preparação separada, seja em uma mesma preparação.

Atendimento Imediato - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à assistência de pacientes, com ou sem risco de vida, cujos agravos à saúde necessitam de pronto atendimento.

Aterro Industrial -
Técnica de destinação final de resíduos químicos no solo, sem causar danos ou riscos à saúde pública, minimizando os impactos ambientais e utilizando procedimentos específicos de engenharia para o confinamento destes.

Aterro Sanitário -
Técnica de destinação final de resíduos sólidos urbanos
no solo, por meio de confinamento em camadas cobertas com material inerte, segundo normas específicas, de modo a evitar danos ou riscos à saúde e à segurança, minimizando os impactos ambientais.

Atividade - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Cada uma das ações específicas, que no seu conjunto atendem ao desenvolvimento de uma atribuição.

Atribuição - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Conjunto de atividades e sub-atividades específicas, que correspondem a uma descrição sinóptica da organização técnica do trabalho na assistência à saúde.

Atributos do produto (product features) - (EXC)
Propriedades importantes para um desempenho adequado do produto que, na percepção do cliente, possa exercer influência na sua preferência ou na sua fidelidade. Essas são características que normalmente diferenciam os produtos da organização em relação aos dos concorrentes, entre as quais se incluem preço e valor para o cliente.

Bacteriófago - (BIO)
Vírus que lisa a bactéria. Vírus capaz de infectar e destruir bactérias. São freqüentemente usados como vetores pela engenharia genética.

Banheiro - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente dotado de bacia(s) sanitária(s), lavatório(s) e chuveiro(s).

Barreira (Contra Contaminação) - (EC / EH / ARQ / ENF)
Bloqueio físico que deve existir nos locais de acesso a área onde seja exigida assepsia e somente se permita a entrada de pessoas com indumentária apropriada (paramentação).

Berçário - (EC / EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado a alojar recém-nascidos.

Berçário de cuidados intermediários - (EC / EH / ARQ / ENF)
Ambiente hospitalar destinado à assistência ao recém-nascido enfermo e/ou prematuro sem necessidade de cuidados intensivos e/ou aqueles que receberam alta da unidade de terapia intensiva neonatal.

Berçário de cuidados intensivos - (EC / EH / ARQ / ENF)
Ambiente hospitalar destinado à assistência aos recém-nascidos que requeiram assistência médica, de enfermagem, laboratorial e radiológica ininterruptas.

Biocenose - (BIO)
Comunidade resultante da associação de populações confinadas em determinados ambientes, no interior de um ecossistema.

Biogeocenose (Ecossistema) - (BIO)
Sistema dinâmico que inclui todas as interações entre o ambiente e as populações ali existentes.

Biosfera - (BIO)
Conjunto de todos os ecossistemas.

Biota - (BIO)
Reunião de várias comunidades.

Busca Ativa - (BIO)
É a busca de casos suspeitos, que se dá de forma permanente ou não; visitas periódicas do serviço de saúde em áreas silenciosas e na ocorrência de casos em municípios vizinhos.

Cadáveres de Animais -
São os animais mortos. Não oferecem risco à saúde
humana, à saúde animal ou de impactos ambientais por estarem impedidos de disseminar agentes etiológicos de doenças.

Cadeia De Transmissão (Epidemiológica) - (EPD)
É a caracterização dos mecanismos de transmissão de um agente infecioso, envolvendo os suscetíveis, os agentes patogênicos e os reservatórios.

Capacidade Vetorial - (BIO / EPD)
Propriedade do vetor, mensurada por meio de parâmetros como abundância, sobrevivência e grau de domiciliação. É relacionada à transmissão do agente infeccioso em condições naturais.

Capital intelectual (intellectual capital) - (EXC)
Valor agregado aos produtos da organização por meio de informação e conhecimento. É composto pelas habilidades e conhecimentos das pessoas, pela tecnologia, pelos processos ou pelas características específicas de uma organização. Os dados trabalhados se transformam em informação. A análise da informação produz o conhecimento. O conhecimento utilizado, de maneira organizada, como forma de incrementar o acervo de experiências e a cultura da organização, se constitui em capital intelectual.

Caracteres Epidemiológicos - (EPD)
Modos de ocorrência natural das doenças em uma comunidade, em função da estrutura epidemiológica da mesma.

Caráter Antigênico - (BIO)
Combinação química dos componentes antigênicos de um agente, cuja combinação e componentes são únicos, para cada espécie ou cepa do agente, sendo responsável pela especificidade da imunidade resultante da infecção.

Carcaças de Animais -
São produtos de retaliação de animais, provenientes
de estabelecimentos de tratamento de saúde animal, centros de experimentação, de Universidades e unidades de controle de zoonoses e outros similares

Carros Coletores -
São os carros providos de rodas, destinados à coleta e
transporte interno de resíduos de serviços de saúde.

Caso - (EPD)
Pessoa ou animal infectado ou doente apresentando características clínicas, laboratoriais e/ou epidemiológicas específicas.

Caso Autóctone - (EPD)
Caso contraído pelo enfermo na zona de sua residência.

Caso Confirmado - (EPD)
Pessoa de quem foi isolado e identificado o agente etiológico ou de quem foram obtidas outras evidências epidemiológicas e/ou laboratoriais da presença do agente etiológico, como por exemplo, a conversão sorológica em amostras de sangue colhidas nas fases aguda e de convalescência. Esse indivíduo pode ou não apresentar a síndrome indicativa da doença causada pelo agente. A confirmação do caso está sempre condicionada à observação dos critérios estabelecidos pela definição de caso, que, por sua vez, está relacionada ao objetivo do programa de controle da doença e/ou do sistema de vigilância.

Caso-Controle, Estudos De - (EPD)
Tipo de estudo epidemiológico no qual se busca aferir uma associação entre um determinado fator de risco e a ocorrência de uma determinada doença, em grupos selecionados a partir da presença ou ausência da doença em questão.

Caso Esporádico - (EPD)
Caso que, segundo informações disponíveis, não se apresenta epidemiologicamente relacionado a outros já conhecidos.

Caso Índice - (EPD)
Primeiro entre vários casos de natureza similar e epidemiologicamente relacionados. O caso índice é muitas vezes identificado como fonte de contaminação ou infecção.

Caso Importado - (EPD)
Caso contraído fora da zona onde se fez o diagnóstico. O emprego dessa expressão dá a idéia de que é possível situar, com certeza, a origem da infecção numa zona conhecida.

Caso Induzido - (EPD)
Caso de uma determinada doença que pode ser atribuído a uma transfusão de sangue ou a outra forma de inoculação parenteral, porém não à transmissão natural. A inoculação pode ser acidental ou deliberada e, neste caso, pode ter objetivos terapêuticos ou de pesquisa.

Caso Introduzido - (EPD)
Na terminologia comum, esse nome é dado aos casos sintomáticos diretos, quando se pode provar que os mesmos constituem o primeiro elo da transmissão local após um caso importado conhecido.

Caso Presuntivo - (EPD)
Pessoa com síndrome clínica compatível com a doença, porém sem confirmação laboratorial do agente etiológico. A classificação como caso presuntivo está condicionada à definição de caso.

Caso Secundário - (EPD)
Caso novo de uma doença transmissível, surgido a partir do contato com um caso-índice.

Caso Suspeito - (EPD)
Pessoa cuja história clínica, sintomas e possível exposição a uma fonte de infecção sugerem que possa estar ou vir a desenvolver alguma doença infecciosa.

CCE - (EC)
Profissional engenheiro com certificação internacional em engenharia clínica (Certified Clinical Engineer). 

Célula Especial -
Área localizada no aterro sanitário, específica para o
recebimento de resíduos de serviços de saúde.

Central de material esterilizado (CME) - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à recepção, expurgo, limpeza, descontaminação, preparo, esterilização, guarda e distribuição dos materiais utilizados nas diversas unidades de um estabelecimento de saúde. Pode se localizar dentro ou fora da edificação usuária dos materiais.

Centro cirúrgico - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada ao desenvolvimento de atividades cirúrgicas, bem como à recuperação pós-anestésica e pós-operatória imediata.

Centro cirúrgico ambulatorial - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada ao desenvolvimento de atividades cirúrgicas que não demandam internação dos pacientes.

Centro de parto normal - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade ou EAS que presta atendimento humanizado e de qualidade exclusivamente ao parto normal sem distócias. Caso se configure em um EAS isolado, extra-hospitalar, deve ter como referência um hospital que seja alcançável em no máximo uma hora.

Centro obstétrico - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada a higienização da parturiente, trabalho de parto, parto (normal ou cirúrgico) e os primeiros cuidados com os recém-nascidos.

CEPA - (BIO)
População de uma mesma espécie descendente de um único antepassado ou que tenha espécie descendente de um único antepassado ou que tenha a mesma origem, conservada mediante uma série de passagens por hospedeiros ou subculturas adequadas. As cepas de comportamento semelhante chamam-se "homólogas" e de comportamento diferente "heterólogas". Antigamente empregava-se o termo "cepa" de maneira imprecisa, para aludir a um grupo de organismos estreitamente elacionados entre si, e que perpetuavam suas características em gerações sucessivas. Ver também CULTURA ISOLADA.

Cercária - (BIO)
Forma do Shistossoma mansoni, infectante para o homem (hospedeiro definitivo).

Circulação Colateral - (BIO)
Circulação que se instala em órgãos ou parte dele através de anastomose (comunicação) dos vasos, quando o suprimento sangüíneo original está obstruído ou abolido.

Classe de Risco -
E um agente infeccioso leva em conta o potencial
patogênico do microrganismo (morbidade leve X alta mortalidade, doença aguda X crônica). Quanto mais grave potencialmente a doença adquirida, maior o risco.

Cliente (customer) - (EXC)
Deve-se considerar o cliente como o destinatário dos produtos da organização. Pode ser uma pessoa física ou jurídica. É quem adquire (comprador) e/ou quem utiliza o produto (usuário/consumidor).

Cliente potencial (potential customer) - (EXC)
Ainda não é cliente da organização. É um cliente da concorrência ou alguém que poderia ser atendido pela organização.

Clone - (BIO)
População de organismos geneticamente idênticos, descendentes de uma única célula por reprodução assexuada.
Nos parasitas da malária obtém-se o clone, em geral, a partir de formas eritrocíticas, por meio de uma técnica de
diluição e cultura in vitro.

Cobertura Vacinal - (EPD)
Indicador que expressa a proporção da população-alvo que foi vacinada, medindo a capacidade de alcance das metas estabelecidas conforme a estratégia de vacinação. Para se obter a cobertura vacinal, são necessárias as seguintes informações: população-alvo, número de vacinados por idade, doses e área geográfica. A cobertura pode ser avaliada pelo método administrativo, analisando as informações obtidas no sistema de registro dos serviços de saúde e pelo método estatístico, que consiste em inquéritos ou levantamentos de campo, realizados através de entrevistas em uma adequada amostra de domicílios.

Coeficiente / Taxa - (EPD)
Relação entre número de eventos reais e os que poderiam acontecer, multiplicando-se o resultado dessa relação pela base referencial do denominador, que é potência de 10. Muito utilizado em saúde pública para indicar a relação (quociente) entre dois valores numéricos, no sentido de estimar a probabilidade da ocorrência ou não de determinado evento.

Coeficiente De Incidência - (EPD)
Constitui medida de risco de doença ou agravo, fundamentalmente nos estudos da etiologia de doenças agudas e crônicas. É a razão entre o número de casos novos de uma doença que ocorre em uma coletividade, em um intervalo de tempo determinado, e a população exposta ao risco de adquirir referida doença no mesmo período multiplicando-se por potência de 10, que é a base referencial da população. CI =n° de casos novos de uma doença, ocorrentes em determinada comunidade, em certo período de tempo X 10n / n° de pessoas expostas ao risco de adquirir a doença no referido período.

Coeficiente de Mortalidade - (EPD)
Relação entre a freqüência absoluta de óbitos e o número dos expostos ao risco de morrer. Pode ser geral, quando inclui todos os óbitos e toda a população da área em estudo, e pode ser específico por idade, sexo, ocupação, causa de morte, etc.
CMG = n° total de óbitos em determinada, área e período X 10n / n° total da população da mesma área, estimada na metade do período.

Coeficiente De Prevalência - (EPD)
Coeficiente que mede a força com que subsiste a doença na coletividade.
Expressa-se com a relação entre o número de casos conhecidos de uma dada doença e a população,
multiplicando-se o resultado pela base referencial da população, que é potência de 10, usualmente 1000, 10000 ou 100 000.
CP = n° de casos de uma dada doença X 10n / população.

Colonização - (BIO)
Propagação de um microorganismo na superfície ou no organismo de um hospedeiro, sem causar agressão celular. Um hospedeiro colonizador pode atuar como fonte de infecção.

Comissão de Controle de Infecção Hospitalar - CCIH -
Órgão de assessoria à autoridade máxima da instituição e de coordenação das ações de controle de infecção hospitalar.

Comparação com as melhores práticas (benchmarking) - (EXC)
Processo contínuo de comparação de práticas de gestão, que pode incluir a comparação de estratégias, procedimentos, operações, sistemas, processos, produtos e serviços. Essa comparação é feita com organizações líderes reconhecidas no mercado, inclusive com líderes de ramos de atividade diferentes da organização, para identificar as oportunidades para melhoria do desempenho.

Competência (competence) - (EXC)
Mobilização de conhecimentos (saber), habilidades (fazer) e atitudes (querer) necessários ao desempenho de atividades ou funções, segundo padrões de qualidade e produtividade requeridos pela natureza do trabalho.

Compostagem -
Processo de decomposição biológica de fração orgânica
biodegradável de resíduos sólidos, efetuado por uma população diversificada de organismos em condições controladas de aerobiose e demais parâmetros, desenvolvido em duas etapas distintas: uma de degradação ativa e outra de maturação.

Confidencialidade da informação (information confidentiality) - (EXC)
É um dos aspectos relacionados à segurança das informações que trata das garantias necessárias para que a informação seja acessada somente pelas pessoas que estejam autorizadas.

Consolidação Dos Dados - (EPD)
Consiste no agrupamento e distribuição dos dados segundo: número de casos; período de ocorrência por município, localidade, bairro e rua; faixa etária; semana epidemiológica; zona urbana/rural; antecedência vacinal; cobertura vacinal; hospitalização; complicações; coletas para amostras, etc.

Controle (control) - (EXC)
Métodos utilizados para verificar se os padrões de trabalho das práticas de gestão estão sendo cumpridos, estabelecendo prioridades, planejando e implementando, quando necessário, ações de correção e/ou de prevenção.

Conhecimento (knowledge) - (EXC)
É constituído pela tecnologia, pelas políticas, pelos procedimentos, pelas bases de dados e documentos, bem como pelo conjunto de experiências e habilidades da força de trabalho. É gerado como resultado da análise das informações coletadas pela organização.

Congênere - (BIO)
Na terminologia química, qualquer substância de um grupo químico, cujos componentes sejam derivados da mesma substância-mãe, por exemplo, as 4-aminoquinaleínas são congêneres uma das outras.

Contágio - (BIO / EPD)
Sinônimo de transmissão direta.

Contaminação - (BIO / EPD)
Ato ou momento em que uma pessoa ou um objeto se converte em veículo mecânico de disseminação de um determinado agente patogênico.

Contato - (BIO / EPD)
Pessoa ou animal que teve contato com pessoa ou animal infectado, ou com ambiente contaminado, criando a oportunidade de adquirir o agente etiológico.

Contato Eficiente - (BIO / EPD)
Contato entre um suscetível e uma fonte primária de infecção, em que o agente etiológico é realmente transferido dessa para o primeiro.

Controle - (EPD)
Quando aplicado a doenças transmissíveis e alguns não transmissíveis, significa operações ou programas desenvolvidos com o objetivo de reduzir sua incidência e/ou prevalência em níveis muito baixos.

Coorte - (EPD)
Grupo de indivíduos que têm um atributo em comum. Designa também um tipo de estudo epidemiológico, no qual se busca aferir a incidência de um determinado evento entre grupos expostos e não expostos ao fator de risco estudado.

Coproscopia - (BIO)
Diagnóstico realizado através do exame parasitológico de fezes.

Cor-Pulmonale - (BIO)
Comprometimento cardíaco que decorre do efeito de hipertensão pulmonar sobre o ventrículo direito.

CTI - (EC / EH / ARQ / ENF)
Conjunto de UTIs agrupadas num mesmo local.

Cultura Isolada - (BIO)
Amostra de parasitas não necessariamente homogêneos, sob a perspectiva genética, obtidos de um hospedeiro natural e conservados em laboratório mediante passagens por outros hospedeiros ou mediante a cultura in vitro. Dá-se preferência a esse termo em lugar de "cepa", de uso freqüente, mas um tanto impreciso. Ver também CLONE, LINHAGEM E CEPA.

Cura Radical - (BIO)
Eliminação completa de parasitas que se encontram no organismo, de tal maneira que fique
excluída qualquer possibilidade de recidivas.

Custo/benefício -
Forma de avaliação econômica que atribui valor em termos monetários para os benefícios ou resultados obtidos.

Custo/efetividade -
Análise utilizada quando diferentes procedimentos técnicos levam a diferentes resultados e estes podem ser mensurados. A cada rocedimento, correspondem um resultado e ainda um custo.

Custo/utilidade -
Utilidade refere-se à sensação subjetiva de bem-estar observada nos diferentes estados de saúde, podendo ser mensurável via questionários específicos.

Denominações Internacionais Comuns - (DIC / FAR)
Nomes comuns de medicamentos aceitos pela Organização Mundial de Saúde e incluídos na lista oficial rubricada por esse organismo.

Densidade Larvária - (BIO)
Quantidade de larvas para determinado denominador (recipiente, concha, área, imóvel).

Depósito de equipamentos/materiais - (EC / EH / ENF)
Ambiente destinado à guarda de peças de mobiliário, aparelhos, equipamentos e acessórios de uso eventual.

Depósito de material de limpeza - (EH / ARQ / ENF)
Sala destinado à guarda de aparelhos, utensílios e material de limpeza, dotado de tanque de lavagem.

Desdobramento (deployment) - (EXC)
Ato de desenvolver, de estender, de abrir, de aprofundar ou de fracionar uma prática de gestão, um plano de ação, uma diretriz estratégica ou um enfoque (ver também o termo Aplicação).

Desempenho (performance) - (EXC)
Resultados obtidos dos principais indicadores de processos e de produtos que permitem avaliá-los e compará-los em relação às metas, aos padrões, aos referenciais pertinentes e a outros processos e produtos. Mais comumente, os resultados expressam satisfação, insatisfação, eficiência e eficácia e podem ser apresentados em termos financeiros ou não.

Desempenho global (global performance) - (EXC)
Síntese dos resultados relevantes para a organização como um todo, levando-se em consideração todas as partes interessadas. É o desempenho planejado pela estratégia da organização.

Desinfecção - (BIO)
Destruição de agentes infecciosos que se encontram fora do corpo, por meio de exposição direta a agentes químicos ou físicos.

Desinfecção Concorrente - (BIO / ENF)
É a aplicação de medidas desinfetantes o mais rápido possível, após a expulsão de material infeccioso do organismo de uma pessoa infectada, ou depois que a mesma tenha se contaminado com referido material. reduz ao mínimo o contato de outros indivíduos com esse material ou objetos.

Desinfecção Terminal - (BIO / ENF)
Desinfecção feita no local em que esteve um caso clínico ou portador, ocorrendo, portanto, depois que a fonte primária de infecção deixou de existir (por morte ou por ter se curado) ou depois que ela abandonou o local. a desinfecção terminal, aplicada raramente, é indicada no caso de doenças transmitidas por contato indireto.

Desinfestação - (BIO)
Destruição de metazoários, especialmente artrópodes e roedores, com finalidade profiláticas.

Dimorfismo - (BIO)
Propriedade de existir em duas diferentes formas estruturais.

Diretrizes organizacionais (organizational directions) - (EXC)
O conjunto de orientações que devem ser seguidos pela organização, como por exemplo: a missão, a visão, os valores, os credos, as políticas, os códigos de conduta, dentre outros.

Disponibilidade da informação (information availability) - (EXC)
É um dos aspectos relativos à segurança das informações que assegura que os usuários autorizados terão acesso às informações, sempre que necessário.

Disponibilidade Biológica - (FAR)
Velocidade e grau de absorção de um medicamento, a partir de um preparado farmacêutico, determinados por sua curva de concentração/tempo na circulação geral ou por sua excreção na urina.

Disseminação Por Fonte Comum - (EPD)
Disseminação do agente de uma doença a partir da exposição de um determinado número de pessoas, num certo espaço de tempo, a um veículo que é comum. Exemplo: água, alimentos, ar, seringas contaminadas.

Documentação e informação - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Unidade destinada à identificação, seleção, controle, guarda, conservação e processamento das informações de todos os dados clínicos e sociais de paciente ambulatorial ou internado. Compreende o registro geral, o arquivo médico e estatística.

Doença Transmissível - (BIO / EPD)
Doença causada por um agente infeccioso específico, ou pela toxina por ele produzida, por meio da transmissão desse agente, ou de seu produto, tóxico a partir de uma pessoa ou animal infectado, ou ainda, de um reservatório para um hospedeiro suscetível, seja direta ou indiretamente intermediado por vetor ou ambiente.

Doenças Quarentenárias - (BIO / EPD)
Doenças de grande transmissibilidade, em geral graves, que requerem notificação internacional imediata à organização mundial de saúde, isolamento rigoroso de casos clínicos e quarentena dos comunicantes, além de outras medidas de profilaxia, com o intuito de evitar a sua introdução em regiões até então indenes. entre as doenças quarentenárias, encontram-se a cólera, febre amarela e tifo exantemático.

Dose de Reforço - (BIO / EPD)
Quantidade de antígeno que se administra com o fim de manter ou reavivar a resistência conferida pela imunização.

Ecologia - (BIO)
Estudo das relações entre seres vivos e seu ambiente. "Ecologia Humana" diz respeito ao estudo de grupos humanos face à influência de fatores do ambiente, incluindo muitas vezes fatores sociais e do comportamento.

Ecossistema (ecosystem) - (EXC)
Elementos, vivos e não-vivos, orgânicos e inorgânicos, que mantêm uma relação de interdependência contínua e estável para formar um todo unificado que realiza trocas de matéria e energia interna e externamente. É considerado como a unidade ecológica. O conjunto de todos os ecossistemas do planeta forma a biosfera, ou seja, a parte do planeta que abriga a vida.

Edificação de multiuso - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Edificação não exclusiva para EAS.

Efeitos Deletérios Dos Medicamentos - (FAR)
Incluem todos os efeitos não desejados que se apresentam nos seres humanos, como resultado da administração de um medicamento. em geral, podem-se classificar esses
efeitos em:
a) Efeitos Tóxicos: introduzidos por doses excessivas, quer seja por única dose grande ou pela acumulação de várias doses do medicamento;
b) Efeitos Colaterais: terapeuticamente inconvenientes, mas conseqüência inevitável da medicação (por exemplo, náuseas e vômitos, depois de ingerir cloroquina em jejum,
ou queda de pressão, depois de uma injeção endovenosa de quinina);
c) Efeitos Secundários: surgem indiretamente como resultado da ação de um medicamento (por exemplo, a monilíase em pacientes submetidos a um tratamento prolongado com a tetraciclina);
d) Intolerância: diminuição do limite de sensibilidade à ação fisiológica normal de um medicamento (por exemplo, enjôos, surdez, visão embaraçada que alguns pacientes
sofrem ao receberem uma dose normal de quinina);
e) Idiossincrasia: reação qualitativamente anormal de um
medicamento (por exemplo, a hemólise que ocorre em alguns pacientes depois da administração de primaquina);
f) Hipersensibilidade Por Reação Alérgica: resposta imunológica anormal depois da sensibilização provocada por
um medicamento (por exemplo, a alergia à penicilina).

Efetividade tecnológica -
É a probabilidade de que os indivíduos de uma população definida, obtenham um benefício proveniente da aplicação de uma tecnologia médica a um problema determinado, em condições reais de uso.

Eficácia tecnológica -
É a probabilidade de que os indivíduos de uma população definida, obtenham um benefício proveniente da aplicação de uma tecnologia médica a um problema determinado, em condições ideais de uso.

Eliminação - (BIO / EPD)
É a redução a zero da incidência de uma doença/agravo, porém com manutenção indefinidamente no tempo, das medidas de controle.

Emergência - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à assistência de pacientes com risco de vida, cujos agravos necessitam de atendimento imediato utilizando-se técnicas complexas de assistência.

Endemia - (BIO / EPD)
É a presença contínua de uma enfermidade ou de um agente infeccioso em uma zona geográfica determinada; pode também expressar a prevalência usual de uma doença particular numa zona geográfica. o termo hiperendemia significa a transmissão intensa e persistente atingindo todas as faixas etárias e holoendemia, um nível elevado de infecção que começa a partir de uma idade precoce e afeta a maior parte da população jovem como, por exemplo, a malária em algumas regiões do globo.

Endotoxina - (BIO)
Toxina encontrada no interior da célula bacteriana, mas não em filtrados livres de células de bactéria. as endotoxinas são liberadas pela bactérias quando sua célula se rompe.

Enfermaria - (EC / EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado à internação de pacientes, dotado de banheiro anexo, com capacidade de três a seis leitos.

Enfoque (approach) - (EXC)
Como uma organização trata os requisitos dos Itens dos Critérios de Excelência, ou seja, os métodos e os processos utilizados pela organização. O enfoque é avaliado levando-se em conta dois fatores: adequação e exemplaridade (ver o capítulo Sistema de Pontuação).

Enzootia - (BIO / EPD)
Presença constante ou prevalência usual da doença ou agente infeccioso na população animal de uma dada área geográfica.

Epidemia - (BIO / EPD)
É a manifestação, em uma coletividade ou região, de um corpo de casos de alguma enfermidade que excede claramente a incidência prevista. o número de casos que indica a existência de uma epidemia varia com o agente
infeccioso, o tamanho e as características da população exposta, sua experiência prévia ou falta de exposição à
enfermidade e o local e a época do ano em que ocorre. por decorrência, a epidemia guarda relação com a freqüência comum da enfermidade na mesma região, na população especificada e na mesma estação do ano. o aparecimento de um único caso de doença transmissível que durante um lapso de tempo prolongado não havia afetado uma população, ou que invade pela primeira vez uma região, requer notificação imediata e uma completa investigação de campo; dois casos dessa doença associados no tempo ou no espaço podem ser evidência suficiente de uma epidemia.

Epidemia Por Fonte Comum (Epidemia Maciça ou Epidemia Por Veículo Comum) - (BIO / EPD)

Epidemia em que aparecem muitos casos clínicos dentro de um intervalo igual ao período de incubação clínica da doença, o que sugere a exposição simultânea (ou quase simultânea) de muitas pessoas ao agente etiológico. o exemplo típico é o das epidemias de origem hídrica.

Epidemia Progressiva (Epidemia Por Fonte Propagada) - (BIO / EPD)

Epidemia na qual as infecções são transmitidas de pessoa a pessoa ou de animal, de modo que os casos identificados não podem ser atribuídos a agentes transmitidos a partir de uma única fonte.

Epigastralgia - (BIO)
Dor na região do epigástrio (abdome), que corresponde à localização do estômago.

Epizootia - (BIO / EPD)
Ocorrência de casos de natureza similar em população animal de uma área geográfica particular, que se apresenta claramente em excesso, em relação à incidência esperada.

Equipamento de Proteção Individual - (EPI)
Dispositivo de uso individual, destinado a proteger a saúde e a integridade física do trabalhador, atendidas as peculiaridades de cada atividade profissional ou funcional.


Equivalência Terapêutica - (BIO / FAR)
Característica de diferentes produtos farmacêuticos que, quando administrados em um mesmo regime, apresentam resultados com o mesmo grau de eficácia e/ou toxicidade.

Erradicação - (BIO / EPD)
Cessação de toda a transmissão da infecção pela extinção artificial da espécie do agente em questão. a erradicação pressupõe a ausência completa de risco de reintrodução da doença, de forma a permitir a suspensão de toda e qualquer medida de prevenção ou controle. a erradicação regional ou eliminação é a cessação da transmissão de
determinada infecção em ampla região geográfica ou jurisdição política.

Especificidade - (BIO)
É a capacidade do procedimento de diagnose em diagnosticar corretamente a ausência de doença, quando a mesma está ausente. verdadeiros negativos.

Especificidade De Um Sistema De Vigilância Epidemiológica - (EPD)
É a capacidade que tem o sistema de excluir os não-casos. quando as taxas de diagnósticos falso-positivos são altas, ocorre uma baixa especificidade.

Esplenomegalia - (BIO)
Aumento do volume do baço.

Estabelecimento assistencial de saúde (EAS) - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Denominação dada a qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde à população, que demande o acesso de pacientes, em regime de internação ou não, qualquer que seja o seu nível de complexidade.

Estabelecimento autônomo especializado - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
EAS que realiza atividades especializadas relativas a uma ou mais unidades funcionais. Funciona físico e funcionalmente isolado - extra-hospitalar, dispondo de recursos materiais e humanos compatíveis à prestação de assistência.

Esterilização terminal - (EC / EH / ENF)
Esterilização da embalagem e produto juntos.

Estratégia (strategy) - (EXC)
O caminho escolhido para posicionar a organização de forma competitiva e garantir sua sobrevivência no longo prazo, com a subseqüente definição de atividades e competências interrelacionadas para entregar valor de maneira diferenciada às partes interessadas. É um conjunto de decisões que orientam a definição das ações a serem tomadas pela organização. As estratégias podem ser construídas ou conduzir a novos produtos, novos mercados, crescimento das receitas, redução de custos, aquisições, fusões e novas alianças ou parcerias. As estratégias podem ser dirigidas a tornar a organização um fornecedor preferencial, um produtor de baixo custo, um inovador no mercado e/ou um provedor de serviços exclusivos e individualizados. As estratégias podem depender ou exigir que a organização desenvolva diferentes tipos de capacidades, tais como; agilidade de resposta, individualização, compreensão do mercado, manufatura enxuta ou virtual, rede de relacionamentos, inovação rápida, gestão tecnológica, alavancagem de ativos e gestão da informação.

Estrutura de cargos (job design) - (EXC)
Aspecto relacionado às responsabilidades, à autonomia e às tarefas atribuídas às pessoas, individualmente ou em grupo, sendo também conhecida como: perfil de cargos, descrição de cargos, descrição de funções, e perfil de funções.

Estrutura Epidemiológica - (EPD)
Conjunto de fatores relativos ao agente etiológico, hospedeiro e meio ambiente, que influi sobre a ocorrência natural de uma doença em uma comunidade.

Estudos Ecológicos - (BIO / EPD)
Em epidemiologia, tipo de estudo no qual a unidade de análise não é o indivíduo, trabalhando em geral com o levantamento de hipóteses a partir de associações de dados agregados.

Excelência (excellence) - (EXC)
Situação excepcional da gestão e dos resultados obtidos pela organização, alcançada por meio da prática continuada dos fundamentos do modelo sistêmico.

Exotoxina - (BIO)
Toxina produzida por uma bactéria e por ela liberada no meio de cultura ou no hospedeiro, conseqüentemente encontrada em filtrados livres de célula e em culturas de bactéria intacta.

Expectativas (expectations) - (EXC)
Necessidades importantes dos clientes ou das demais partes interessadas, em relação à organização, que normalmente não são explicitadas. Por exemplo, o cliente "espera" que o produto possua características que atendam suas necessidades mais importantes em função de experiências passadas, comparações com produtos similares, nível de tecnologia disponível ou outros fatores. Por exemplo: cortesia do pessoal de atendimento, capacitação técnica das profissionais, acesso fácil às informações, instalações limpas e resposta rápida a problemas.

Fagócito - (BIO)
É uma célula que engloba e destrói partículas estranhas ou microorganismos, por digestão.

Fagotipagem - (BIO)
Caracterização de uma bactéria pela identificação de sua suscetibilidade a determinados bacteriófagos. é uma técnica de caracterização de uma cepa.

Farmácia - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada a programar, receber, estocar, preparar, controlar e distribuir medicamentos ou afins e/ou manipular fórmulas magistrais e oficinais.

Farmacotécnica - (FAR)
Ramo da ciência que estuda a absorção, distribuição, metabolismo e excreção dos medicamentos.

Febre Hemoglobinúrica - (BIO)
Síndrome caracterizada por hemólise intravascular aguda e hemoglobinúrica, muitas vezes acompanhada de insuficiência renal. A febre é uma das características do processo que está relacionado à infecção por plasmodium falciparum.

Fenômeno de Interferência - (BIO)
Estado de resistência temporária a infecções por vírus. esta resistência é induzida por uma infecção viral existente e é atribuída em parte ao interferon.

Fibrose Hepática - (BIO)
Crescimento do tecido conjuntivo em nível hepático, que pode estar relacionado à ação de agentes químicos e biológicos.

Fitonose - (BIO)
Infecção transmissível ao homem, cujo agente tem vegetais como reservatórios.

Foco Natural - (EPD)
Um pequeno território, compreendendo uma ou várias paisagens, onde a circulação do agente causal estabeleceu-se numa biogecenose por um tempo indefinidamente longo, sem sua importação de outra região. o foco natural é uma entidade natural, seus limites podem ser demarcados em um mapa.

Foco Artificial - (EPD)
Doença transmissível que se instala em condições propiciadas pela atividade antrópica.

Fômites - (EPD)
Objetivos de uso pessoal do caso clínico ou portador, que podem estar contaminados e transmitir agentes infecciosos e cujo controle é feito por meio da desinfecção.

Fonte De Infecção - (BIO / EPD)
Pessoa, animal, objeto ou substância a partir da qual o agente é transmitido para o hospedeiro.

Fonte Notificadora - (EPD)
São os serviços de saúde e outros segmentos formais e informais da sociedade que notificam as autoridades sanitárias, pelo menos, a ocorrência das doenças de notificação compulsória.

Fonte Primária De Infecção (Reservatório) - (BIO / EPD)
Homem ou animal e, raramente, o solo ou vegetais, responsável pela sobrevivência de uma determinada espécie de agente etiológico na natureza. no caso dos parasitas heteroxenos, o hospedeiro mais evoluído (que geralmente é também o hospedeiro definitivo) é denominado fonte primária de infecção, é o hospedeiro menos evoluído (em geral hospedeiro intermediário) é chamado de vetor biológico.

Fonte Secundária De Infecção - (BIO / EPD)
Ser animado ou inanimado que transporta um determinado agente etiológico, não sendo o principal responsável pela sobrevivência desse como espécie. esta expressão é substituída com vantagem pelo termo " veículo".

Fonte Selada -
Fonte radioativa encerrada hermeticamente em uma cápsula, ou ligada totalmente a material inativo envolvente, de forma que não possa haver dispersão de substância radioativa em condições normais e severas de uso.

Força de trabalho (work force) - (EXC)
Pessoas que compõem uma organização e que contribuem para a consecução das suas estratégias, dos seus objetivos e das suas metas, tais como: empregados em tempo integral ou parcial, temporários, autônomos e contratados de terceirosque trabalham sob supervisão direta da organização.

Fornecedor (supplier) - (EXC)
Qualquer organização que forneça bens e serviços. A utilização desses bens e serviços pode ocorrer em qualquer estágio de projeto, produção e utilização dos produtos. Assim, fornecedores podem incluir distribuidores, revendedores, prestadores de serviços terceirizados, transportadores, contratados e franquias, bem como os que suprem a organização com materiais e componentes. São também fornecedores os prestadores de
serviços das áreas de saúde, treinamento e educação.

Freqüência (Ocorrência) - (EPD)
É um termo genérico utilizado em epidemiologia para descrever a freqüência de uma doença ou de outro atributo ou evento identificado na população, sem fazer distinção entre incidência ou prevalência.

Freqüência Absoluta - (EPD)
É o resultado da contagem direta de uma série de eventos da mesma natureza.

Freqüência Relativa - (EPD)
Chama-se freqüência relativa de determinado atributo a relação entre o número de indivíduos que apresentam esse atributo e total de indivíduos considerados.

Fumigação - (BIO / EPD)
Aplicação de substâncias gasosas capazes de destruir a vida animal, especialmente insetos e roedores.

Gametófaro - (BIO / EPD)
Refere-se ao indivíduo que é portador das formas sexuadas do parasita (gametas).

Gotículas De Flügge - (BIO / EPD)
Secreções oronasais de mais de 100 micra de diâmetro, que transmitem agentes infecciosos de maneira direta mediata.

Hematêmese - (BIO)
Vômito no sangue.

Hemoderivados -
Produtos farmacêuticos obtidos a partir do plasma humano,
submetidos a processo de industrialização e normatização que lhes conferem qualidade, estabilidade e especificidade.

Hemoterapia e hematologia - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à coleta, processamento, armazenamento, distribuição e transfusão de sangue e seus hemocomponentes. Algumas unidades podem não executar algumas dessas atividades descritas anteriormente.

Hepatomegalia - (BIO)
Aumento de volume do fígado.

Hertz (Hz) -
É a unidade de medida da freqüência, em que a tensão e corrente elétrica são geradas e transmitidas até o consumidor. No Brasil, está freqüência è de 60 Hz.

História Natural Da Doença - (BIO / EPD)
Descrição que inclui as características das funções de infecção, distribuição da doença segundo os atributos das pessoas, tempo e espaço, distribuição e características ecológicas do(s) reservatório(s) do agente; mecanismos de transmissão e efeitos da doença sobre o homem.

Holometabólico - (BIO / EPD)
Animais que apresentam metamorfose completa (ex: ovo, larva, pulpa, adulto).

Hospedeiro - (BIO / EPD)
Organismo simples ou complexo, incluindo o homem, que é capaz de ser infectado por um agente específico.

Hospedeiro Definitivo - (BIO / EPD)
É o que apresenta o parasita em fase de maturidade ou em fase de atividade sexual.

Hospedeiro intermediário - (BIO / EPD)
É o que apresenta o parasita em fase larvária ou assexuada.

Hospital - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Estabelecimento de saúde dotado de internação, meios diagnósticos e terapêuticos, com o objetivo de prestar assistência médica curativa e de reabilitação, podendo dispor de atividades de prevenção, assistência ambulatorial, atendimento de urgência/emergência e de ensino/pesquisa.

Hospital-dia (regime de) - (ADM / ENF)
Modalidade de assistência à saúde, cuja finalidade é a prestação de cuidados durante a realização de procedimentos diagnósticos e/ou terapêuticos, que requeiram a permanência do paciente na unidade por um período de até 24 horas.

Imagenologia - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade funcional, podendo ser também uma unidade física, que abriga as atividades ou ambientes cujos exames e/ou terapias se utilizam de imagens.

Imunidade - (BIO / EPD)
Resistência usualmente associada à presença de anticorpos que têm o efeito de inibir microorganismos específicos ou suas toxinas responsáveis por doenças infecciosas particulares.

Imunidade Ativa - (BIO / EPD)
Imunidade adquirida naturalmente pela infecção, com ou sem manifestações clínicas, ou artificialmente pela inoculação de frações ou produtos de agentes infecciosos ou do próprio agente morto, modificado ou de uma forma variante.

Imunidade De Rebanho - (BIO / EPD)
Resistência de um grupo ou população à introdução e disseminação de um agente infeccioso. essa resistência é baseada na elevada proporção de indivíduos imunes entre os membros desse grupo ou população e na uniforme distribuição desses indivíduos imunes.

Imunidade Passiva - (BIO / EPD)
Imunidade adquirida naturalmente da mãe ou artificialmente pela inoculação de anticorpos protetores específicos (soro imune de convalescentes ou imunoglobulina sérica). A imunidade passiva é pouco duradoura.

Imunoglobulina - (BIO)
Solução estéril de globulinas que contêm aqueles anticorpos normalmente presentes no sangue do adulto.

Imunoprofilaxia - (BIO)
Prevenção da doença através da imunidade conferida pela administração de vacinas ou soros a uma pessoa ou animal.

Incidência - (BIO / EPD)
Número de casos novos de uma doença ocorridos em uma população particular durante um período específico de tempo.

Indicadores (indicators) - (EXC)
Dados ou informações numéricas que quantificam as entradas (recursos ou insumos), saídas (produtos) e o desempenho de processos, produtos e da organização como um todo. Os indicadores são utilizados para acompanhar e melhorar os resultados ao longo do tempo e podem ser classificados em: simples (decorrentes de uma única medição) ou compostos; diretos ou indiretos em relação à característica medida; específicos (atividades ou processos específicos) ou globais (resultados pretendidos pela organização); e direcionadores (drivers) ou resultantes (outcomes).

Índice De Breteau - (BIO / EPD)
Número de recipientes habitados por formas imaturas de mosquitos em relação ao número de casas examinadas para o encontro de criadouros.

Infecção - (BIO / EPD)
P enetração, alojamento e, em geral, multiplicação de um agente etiológico animado no organismo de um hospedeiro, produzindo-lhe danos, com ou sem aparecimento de sintomas clinicamente reconhecíveis. em essência, a infecção é uma competição vital entre um agente etiológico animado (parasita "sensu latu") e um hospedeiro; é, portanto, uma luta pela sobrevivência entre dois seres vivos, que visam a manutenção de sua espécie.

Infecção Aparente (Doença) - (BIO / EPD)
Infecção que se desenvolve acompanhada de sinais e sintomas clínicos.

Infecção Hospitalar - (BIO)
Infecção que se desenvolve em um paciente hospitalizado, ou atendido em outro serviço de assistência, que não padecia nem estava incubando a doença no momento da hospitalização. Pode manifestar-se, também, como efeito residual de uma infecção adquirida durante hospitalização anterior, ou ainda manifestar-se somente após a alta hospitalar. Abrange igualmente as infecções adquiridas no ambiente hospitalar, acometendo visitantes ou sua própria equipe.

Infecção Inaparente - (BIO / EPD)
Infecção que cursa na ausência de sinais e sintomas clínicos perceptíveis.

Infectante - (BIO / EPD)
Aquele que pode causar uma infecção; aplica-se, geralmente, ao parasita (por exemplo, o gametócito, o esporozoíto).

Infectividade - (BIO / EPD)
Capacidade do agente etiológico se alojar e multiplicar-se no corpo do hospedeiro.

Infestação - (BIO / EPD)
Entende-se por infestação de pessoas ou animais o alojamento, desenvolvimento e reprodução de artrópodes na superfície do corpo ou nas roupas. os objetos ou locais infestados são os que albergam ou servem de alojamento a animais, especialmente artrópodes e roedores.

Inflamação - (BIO)
Resposta normal do tecido à agressão celular por material estranho, caracteriza-se pela dilatação de capilares e mobilização de defesas celulares (leucócitos e fagócitos).

Informações comparativas pertinentes (appropriate comparative information) - (EXC)
Informações oriundas de referenciais selecionados de forma
lógica, não casual. Existem quatro tipos básicos de referencial: competitivo (por exemplo, informações dos concorrentes), similar (baseado em dados de organizações que embora não sejam concorrentes, apresentam características similares de porte, tecnologia ou outras), de excelência (organização de reconhecida competência, "Classe Mundial") ou de grande grupo (dados baseados em muitas empresas não similares, obtidos, por exemplo, de grupos de benchmarking)."

Informações qualitativas (qualitative information) - (EXC)
Fatos ocorridos interna ou externamente à organização que, após análise, se transformam em informações não quantificáveis e que servem de base para a tomada de decisões sobre as práticas de gestão organizacionais.

Inovação (innovation) - (EXC)
Mudança nas práticas de gestão e padrões de trabalho existentes com a introdução de novos conceitos, idéias, atitudes, dentre outras.

Inquérito Epidemiológico - (BIO / EPD)
Levantamento epidemiológico feito por meio de coleta ocasional de dados, quase sempre por amostragem, e que fornece dados sobre a prevalência de casos clínicos ou portadores, em uma determinada comunidade.

Insumos Farmacêuticos -
Qualquer produto químico, ou material (por exemplo: embalagem) utilizado no processo de fabricação de um medicamento, seja na sua formulação, envase ou acondicionamento.

Instalações Radiativas -
Estabelecimento onde se produzem, processam, manuseiam, utilizam, transportam ou armazenam fontes de radiação, excetuado-se as Instalações Nucleares definidas na norma CNEN-NE-1.04 "Licenciamento de Instalações Nucleares" e os veículos transportadores de fontes de radiação.

Integridade da informação (information integrity) - (EXC)
É um dos aspectos relacionados à segurança das informações que trata da proteção da informação contra modificações não autorizadas, garantindo que ela seja confiável, completa e exata. Como exemplos de informações passíveis de proteção, em função do perfil da organização e do seu nível requerido de segurança, podem ser citadas as:
- armazenadas em computadores;
- transmitidas por meio de redes;
- impressas em meio físico;
- enviadas por facsímile;
- armazenadas em fitas ou discos;
- enviadas por correio eletrônico; e
- trocadas em conversas telefônicas.

Interação Farmacológica - (FAR)
Alteração do efeito farmacológico de um medicamento administrado simultaneamente com outro.

Interferon - (BIO)
Proteína de baixo peso molecular produzida por células infectadas por vírus. o interferon tem a propriedade de bloquear as células sadias da infecção viral, suprimindo a multiplicação viral nas células já infectadas; o interferon é ativo contra um amplo espectro de vírus.

Internação - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Admissão de um paciente para ocupar um leito hospitalar, por um período igual ou maior que 24 horas.

Internação - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à acomodação e assistência do paciente internado.

Invasibilidade (BIO / EPD)
Capacidade de um microorganismo de entrar no corpo e de se disseminar através dos tecidos. Essa disseminação no microorganismo pode ou não resultar em infecção ou doença.

Investigação Epidemiológica De Campo (Classicamente Conhecida por Investigação Epidemiológica) - (EPD)
Estudos efetuados a partir de casos clínicos ou de portadores para a identificação das fontes de infecção e dos modos de transmissão do agente. pode ser realizada em face de casos esporádicos ou surtos.

Isolamento - (EC / EH / ARQ / ENF / BIO / EPD)
Quarto destinado a internar pacientes suspeitos ou portadores de doenças transmissíveis ou proteger pacientes altamente suscetíveis (imunodeprimidos ou imunosuprimidos). Segregação de um caso clínico do convívio das outras pessoas durante o período de transmissibilidade, a fim de evitar que os suscetíveis sejam infectados. Em certos casos, o isolamento pode ser domiciliar ou hospitalar, em geral, é preferível esse último, por ser mais eficiente.

Isomeria - (FAR)
Fenômeno presente nos compostos químicos de idêntica fórmula molecular, mas de estrutura molecular diferente. as substâncias que compartilham essas características chamam-se isômeros. nos derivados do núcleo benzênico, a isomeria geométrica e a isomeria ótica dependem da distribuição espacial das quatro ligações do átomo de carbono.

Janela Imunológica - (BIO)
Intervalo entre o início da infecção e a possibilidade de detecção de anticorpos, através de técnicas laboratoriais.

Kilowatt ( KW ) -
É a unidade watt multiplicado por mil ( 1000 ).

Kilowatt/h ( KW/h ) ­
Refere-se ao consumo de energia ( quilowatts consumido por hora ). Exemplo: total de consumo de sua "Conta de luz"

Laboratório de emergência - (EC / EH / ARQ / ENF)
Laboratório de funcionamento ininterrupto que congrega todas as atividades dos demais laboratórios, composto normalmente de um único salão subdividido em áreas distintas, onde são realizados os diversos tipos de exames. Sua existência dá-se em função do não funcionamento por 24 horas dos demais laboratórios. Serve principalmente à UTI, UTQ e Atendimento Imediato.

Lactário - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade com área restrita, destinada à limpeza, esterilização, preparo e guarda de mamadeiras, basicamente, de fórmulas lácteas.

Latência - (BIO / EPD)
Período, na evolução clínica de uma doença parasitária, no qual os sintomas desaparecem apesar de estar o hospedeiro ainda infectado e de já ter sofrido o ataque primário, ou uma ou várias recaídas. terminologia utilizada com freqüência em relação à malária.

Larvitrampas (BIO / EPD)
R
ecipiente com água onde se observam as larvas dos mosquitos após a eclosão.

Lavabo cirúrgico - (EH / ARQ / ENF)
Exclusivo para o preparo cirúrgico das mãos e antebraço.

Lavatório - (EH / ARQ / ENF)
Peça sanitária destinada exclusivamente à lavagem de mãos.

Leito de observação ou auxiliar - (EH / ARQ / ENF)
Leito destinado a acomodar os pacientes que necessitem ficar sob supervisão médica e ou de enfermagem para fins de diagnóstico ou terapêutica durante um período inferior a 24 horas.

Leito hospitalar - (EH / ARQ / ENF)
Cama destinada à internação de um paciente no hospital. (Não considerar como leito hospitalar os leitos de observação e os leitos da Unidade de Terapia Intensiva).

Licenciamento Ambiental -
Atos administrativos pelos quais o órgão de meio ambiente aprova a viabilidade do local proposto para uma instalação de tratamento ou destinação final de resíduos, permitindo a sua construção e operação, após verificar a viabilidade técnica e o conceito de segurança do projeto.

Licenciamento de Instalações Radiativas -
Atos administrativos pelos quais a CNEN aprova a viabilidade do local proposto para uma instalação radiativa e permite a sua construção e operação, após verificar a viabilidade técnica e o conceito de segurança do projeto.

Limite de Eliminação -
Valores estabelecidos na norma CNEN-NE-6.05 "Gerência de Rejeitos Radioativos em Instalações Radioativas" e expressos em termos de concentrações de atividade e/ou atividade total, em ou abaixo dos quais um determinado fluxo de rejeito pode ser liberado pelas vias convencionais, sob os aspectos de proteção radiológica.

Limite de Isenção -
Valores de atividade específica para substâncias radioativas, ou de atividade total, para um determinado radionuclídeo, estabelecidos na norma CNEN-NE-6.02
"Licenciamento de instalações radiativas", que isentam as instalações radioativas do processo de licenciamento se, em qualquer instante ou situação de operação, os mesmos não forem ultrapassados.

Linhagem - (BIO / EPD)
População de parasitas submetida a determinadas passagens no laboratório, em geral de uma seleção especial (seja natural ou experimental), de acordo com uma característica específica (por exemplo, (Farmacorresistência). ver também cepa.

MATERIAIS PERFUROCORTANTES -
Materiais pontiagudos ou que contenham fios de corte capazes de causar perfurações ou cortes.

Medicina nuclear - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à execução de atividades relacionadas com a utilização de substâncias radioativas, para fins de diagnóstico e tratamento.

Meia -Vida Física -
Tempo que um radionuclídeo leva para ter a sua atividade inicial reduzida à metade.

Metas (goals) - (EXC)
Níveis de desempenho pretendidos para um determinado período de tempo.

Migração - (BIO / EPD)
Movimento de população de um local para outro, quer seja por um tempo determinado quer para uma fixação permanente, que pode ser:
Imigração - Entrada em um novo local, ou em um novo país, para aí se fixar.
Emigração - Saída para outro local ou outro país.

Miracídio - (BIO / EPD)
Forma do schistosoma mansoni, infectante para o caramujo.

Missão (mission) - (EXC)
A razão de ser de uma organização, as necessidades sociais a que ela atende e seu foco fundamental de atividades.

Monitoramento Entomológico - (BIO / EPD)
Acompanhar, analisar e avaliar as condições entomológicas de determinada área.

Monitorização - (BIO / EPD)
Abrange três campos de atividade:
a) Elaboração e análise de mensurações rotineiras, visando detectar mudanças no ambiente ou no estado de saúde da comunidade. Não deve ser confundida com vigilância. para alguns estudiosos, monitorização implica em intervenção à luz das mensurações observadas.
b) Contínua mensuração do desempenho do serviço de saúde ou de profissionais de saúde, ou do grau com que os pacientes concordam com ou aderem às suas recomendações.
c) Na ótica da administração, a contínua supervisão da implementação de uma atividade com o objetivo de assegurar que a liberação dos recursos, os esquemas de trabalho, os objetivos a serem atingidos e as outras ações
necessárias estejam sendo processadas de acordo com o planejado.

Morbidade - (BIO / EPD)
É como se apresenta o comportamento de uma doença ou de um agravo à saúde em uma população exposta. sendo calculada pelos coeficientes de incidência e prevalência.

Necessidades (needs) - (EXC)
Conjunto de requisitos, expectativas e preferências dos clientes ou das demais partes interessadas.

Necrotério - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade ou ambiente destinado à guarda e conservação do cadáver.

Nicho ou Foco Natural - (BIO / EPD)
Quando o agente patogênico, o vetor específico e o animal hospedeiro existirem sob condições naturais durante muitas gerações, num tempo indefinido, independente da existência do homem.

Norma - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Modelo, padrão, aquilo que se estabelece como base ou unidade para a realização ou avaliação de alguma coisa.

Normalização ou normatização - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Atividade que visa a elaboração de padrões, através de consenso entre produtores, prestadores de serviços, consumidores e entidades governamentais.

Notificação - (BIO / EPD)
Consiste na informação periódica do registro de doenças de notificação compulsória, obtidas por meio de todas fontes notificadoras.

Notificação Negativa - (BIO / EPD)
Denominação da notificação realizada periodicamente, mesmo na ausência de casos. o serviço de saúde informa por intermédio de um boletim, telegrama ou até por telefone, que não ocorreram casos de uma determinada doença. esse sistema é útil:
(1) sendo a doença objeto de erradicação, de eliminação ou controle;
(2) quando a incidência da doença é baixa, e pode haver um período mais ou menos longo sem que ocorram casos; dessa forma, os serviços de saúde obrigando-se a informar que não houve casos, estão sempre vigilantes.

Núcleo De Wells - (BIO / EPD)
Secreções oronasais de menos de 100 micra de diâmetro, que transmitem agentes infecciosos, de maneira indireta por meio do ar, onde flutuam durante intervalo de tempo mais ou menos longo.

Oportunista - (BIO / EPD)
Organismo que, vivendo normalmente como comensal ou de vida livre, passa a atuar como parasita, geralmente em decorrência da redução da resistência natural do hospedeiro.

Organização (organization) - (EXC)
Companhia, corporação, firma, órgão, instituição ou empresa, ou uma unidade destas, pública ou privada, sociedade anônima, limitada ou com outra forma estatutária, que tem funções e estruturas administrativas próprias e autônomas, no setor público ou privado, com ou sem finalidade de lucro, de porte pequeno, médio ou grande.

Organização do trabalho (work design) - (EXC)
Maneira pela qual as pessoas são organizadas ou se organizam em áreas formais ou informais, temporárias ou permanentes, tais como: equipes de solução de problemas, equipes departamentais ou multidepartamentais, comitês, áreas funcionais, equipes de processos, equipes da qualidade, células ou grupos de trabalho e centros de excelência.

Organofosforado - (BIO / EPD / FAR)
Grupo de produtos químicos utilizados como inseticida.

Oviposição - (BIO / EPD)
Ato do inseto fêmea por ovos.

Ovitrampas - (BIO / EPD)
Recipiente onde fêmeas de mosquitos fazem oviposição sobre a superfície do mesmo, onde pode-se observar os ovos.

Padrão de trabalho (work standard) - (EXC)
Regras de funcionamento das práticas de gestão, podendo estar na forma de diretrizes organizacionais, procedimentos, rotinas de trabalho, normas administrativas, fluxogramas, quantificação dos níveis que se pretende atingir ou qualquer meio que permita orientar a execução das práticas. O padrão de trabalho pode ser estabelecido utilizando como critérios as necessidades das partes interessadas, as estratégias, requisitos legais, o nível de desempenho de concorrentes, informações comparativas pertinentes, normas nacionais e internacionais entre outros.

Pandemia - (BIO / EPD)
Epidemia de uma doença que afeta pessoas em muitos países e continentes.

Parasita - (BIO / EPD)
Organismo, geralmente microorganismo, cuja existência se dá à expensa de um hospedeiro. O parasita não é obrigatoriamente nocivo ao seu hospedeiro. Existem parasitas obrigatórios e facultativos; os primeiros sobrevivem somente na forma parasitária e os últimos podem ter uma existência independente.

Parasitas Heteroxenos - (BIO / EPD)
Parasitas que necessitam de dois tipos diferentes de hospedeiros para a sua completa evolução: o hospedeiro definitivo e o intermediário.

Parasitas Monoxenos - (BIO / EPD)
Parasitas que necessitam de um só hospedeiro para a sua evolução completa.

Parceria (partnership) - (EXC)
Estágio de relacionamento especial e estreito entre duas organizações obtido em função de fatores e razões diversas. As parcerias objetivam o fortalecimento das relações com os clientes ou com os fornecedores. No primeiro caso, os fatores ou razões podem incluir melhor possibilidade do conhecimento dos requisitos e necessidades do cliente e, no segundo caso, o volume de negócios entre a organização e o fornecedor, grau de dependência da organização em relação ao fornecedor, criticidade do produto ou serviço oferecido pelo fornecedor.

Partes interessadas (stakeholders) - (EXC)
Um indivíduo ou grupo de indivíduos com interesse comum no desempenho da organização e no ambiente em que opera. A maioria das organizações possui as seguintes partes interessadas: (1) os clientes, (2) a força de trabalho, (3) os
acionistas e os proprietários, (4) os fornecedores e (5) a sociedade. A quantidade e a denominação das partes interessadas pode variar em função do perfil da organização.

Parto normal - (EC / EH / ARQ / ENF)
Aquele que tem início espontâneo, é de baixo risco no início do trabalho de parto e assim permanece ao longo do trabalho de parto e parto, o bebê nasce espontaneamente na posição de vértice entre 37 e 42 semanas de gestação e, após o parto, mãe e bebê estão em boas condições.

Pasteurização - (BIO)
Desinfecção do leite feita pelo aquecimento a 63-65°c, durante 30 minutos (ou a 73-75°c, durante 15 minutos), baixando a temperatura imediatamente para 20 a 50°c.

Patogenicidade - (BIO / EPD)
Capacidade de um agente biológico causar doença em um hospedeiro suscetível.

Patógeno - (BIO / EPD)
Agente biológico capaz de causar doenças.

Patologia clínica - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à realização de análises clínicas necessárias ao diagnóstico e à orientação terapêutica de pacientes.

Perfil da organização (organization profile) - (EXC)
Resumo das principais atividades e setores da organização, seus produtos, seu porte, sua forma de atuação e composição acionária, seus mercados e áreas de atuação, seus clientes principais, a composição da força de trabalho, seus principais processos, equipamentos, tecnologias e instalações, seus principais fornecedores, sua visão de futuro, suas principais estratégias e planos de ação. O perfil serve para ajudar a compreender melhor quem é, o que faz e o que é importante e pertinente para a organização.

Período De Incubação - (BIO / EPD)
Intervalo entre a exposição efetiva do hospedeiro suscetível a um agente biológico e o início dos sinais e sintomas clínicos da doença nesse hospedeiro.

Período De Transmissibilidade - (BIO / EPD)
Intervalo de tempo durante o qual uma pessoa ou animal infectado elimina um agente biológico para o meio ambiente ou para o organismo de um vetor hematófago, possível, portanto, a sua transmissão a outro hospedeiro.

Período Prodrômico - (BIO / EPD)
É o lapso de tempo entre os primeiros sintomas da doença e o início dos sinais ou
sintomas com base nos quais o diagnóstico pode ser estabelecido.

Pesca Larva - (BIO)
Coador confeccionado em tecido filó usado para retirar larva dos depósitos.

Pia de Despejo - (EH / ARQ / ENF)
Peça sanitária destinada a receber resíduos líquidos e pastosos, dotada de válvula de descarga e tubulação de esgoto de 75mm no mínimo.

Pia de lavagem - (EH / ARQ / ENF)
Destinada preferencialmente à lavagem de utensílios podendo ser também usada para a lavagem das mãos.

Planos de Ação (Action Plans) - (EXC)
Principais propulsores organizacionais, resultantes do desdobramento das estratégias de curto e longo prazos. De maneira geral, os planos de ação são estabelecidos para realizar aquilo que a organização deve fazer bem feito para que sua estratégia seja bem sucedida. O desenvolvimento dos planos de ação é de fundamental importância no processo de planejamento para que os objetivos estratégicos e as metas estabelecidas sejam entendidas e desdobradas para toda a organização. O desdobramento dos planos de ação requer uma análise do montante de recursos necessários e a criação de medidas de alinhamento para todas as unidades de trabalho. O desdobramento pode também exigir a capacitação de algumas pessoas da força de trabalho ou o recrutamento de novas pessoas.

Plano de Radioproteção - PR -
Documento exigido para fins de Licenciamento de Instalações Radiativas, pela Comissão Nacional de Energia Nuclear, conforme competência atribuída pela Lei 6.189, de 16 de dezembro de 1974, que se aplica às atividades relacionadas com a localização, construção, operação e modificação de Instalações Radiativas, contemplando, entre outros, o Programa de Gerência de Rejeitos Radioativos - PGRR

Poder Imunogênico (Imunogenicidade) - (BIO / EPD) Capacidade do agente biológico estimular a resposta imune no hospedeiro conforme as características desse agente, a imunidade obtida pode ser de curta ou longa duração e de grau elevado ou baixo.

Portador - (BIO / EPD)
Pessoa ou animal que não apresenta sintomas clinicamente reconhecíveis de uma determinada doença transmissível ao ser examinado, mas que está albergando o agente etiológico respectivo.

Portador Ativo - (BIO / EPD)
Portador que teve sintomas, mas que em determinado momento, não os apresenta.

Portador Ativo Convalescente - (BIO / EPD)
Portador durante e após a convalescença. é comum esse tipo de portador na febre tifóide e na difteria.

Portador Ativo Crônico - (BIO / EPD)
Pessoa ou animal que continua a albergar o agente etiológico muito tempo depois de ter tido a doença. o momento em que o portador ativo convalescente passa a crônico é estabelecido arbitrariamente para cada doença. no caso da febre tifóide, por exemplo, o portador é considerado como ativo crônico quando alberga a salmonella thyphi por mais de um ano após ter estado doente.

Portador Ativo Incubado ou Precoce - (BIO / EPD)
Portador durante o período de incubação clínica de uma doença.

Portador Eficiente - (BIO / EPD)
Portador que elimina o agente etiológico para o meio exterior ou para o organismo de um vetor hematófago, ou que possibilita a infecção de novos hospedeiros. essa eliminação pode ser feita de maneira contínua ou de modo intermitente.

Portador Ineficiente - (BIO / EPD)
Portador que não elimina o agente etiológico para o meio exterior, não representando, portanto, um perigo para a comunidade no sentido de disseminar esse microorganismo.

Portador Passivo (Portador Aparentemente São) - (BIO / EPD)
Portador que nunca apresentou sintomas de determinada doença transmissível, não os está apresentando e não os apresentará no futuro; somente pode ser descoberto por meio de exames adequados de laboratório.

Portador Passivo Crônico - (BIO /EPN)
Portador passivo que alberga um agente etiológico por um longo período de tempo.

Portador Passivo Temporário - (BIO / EPD)
Portador passivo que alberga um agente etiológico durante pouco tempo; a distinção entre o portador passivo crônico e o temporário é estabelecida arbitrariamente para cada agente etiológico.

Posto de enfermagem - (EH / ARQ / ENF)
Área destinada à enfermagem e/ou médicos, para a execução de atividades técnicas específicas e administrativas.

Postulados De Evans - (BIO)
A expansão do conhecimento biomédico levou à revisão dos postulados de koch. Alfred Evans elaborou, em 1976, os seguintes postulados com base naqueles postulados por koch: a prevalência da doença deve ser significativamente mais alta entre os expostos à causa suspeita do que entre os controles não expostos. A exposição à causa suspeita deve ser mais freqüente entre os atingidos pela doença do que o grupo de controle que não a apresenta, mantendo constante os demais fatores de risco. A incidência da doença deve ser significantemente mais elevada entre os expostos à causa suspeita do que entre aqueles não expostos. Tal fato deve ser demonstrado em estudos prospectivos. A exposição ao agente causal suspeito deve ser seguida de doença, enquanto que a distribuição do período de incubação deve apresentar uma curva normal.
Um espectro da resposta do hospedeiro deve seguir a exposição ao provável agente, num gradiente biológico que vai do benigno ao grave. Uma resposta mensurável do hospedeiro, até então inexistente, tem alta probabilidade de aparecer após a exposição ao provável agente, ou aumentar em magnitude se presente anteriormente. Esse padrão de resposta deve ocorrer infreqüentemente em pessoas pouco expostas. A reprodução experimental da doença deve ocorrer mais freqüentemente em animais ou no homem adequadamente exposta à provável causa do que naqueles não expostos. Essa exposição pode ser deliberada em voluntários; experimentalmente induzida em laboratório; ou pode representar um parâmetro da exposição natural.
A eliminação ou modificação da causa provável deve diminuir a incidência da doença. A prevenção ou modificação da resposta do hospedeiro face a exposição à causa provável deve diminuir a incidência ou eliminar a doença. Todas as associações ou achados devem apresentar consistência com os conhecimentos no campo da biologia e da epidemiologia.

Postulados De Koch - (BIO)
Originalmente formulado por Henle e adaptado por Robert Koch em 1877. Koch afirmava que quatro postulados deveriam ser previamente observados para que se pudesse aceitar uma relação casual entre um particular microorganismo ou parasita e uma doença, a saber:
o agente biológico deve ser demonstrado em todos os casos da doença, por meio de seu isolamento em cultura
pura; o agente biológico não deve ser encontrado em outras doenças; uma vez isolado, o agente deve ser capaz de reproduzir a doença em animais de experimento; o agente biológico deve ser recuperado da doença experimentalmente produzida.

Práticas de gestão (management practices) - (EXC)
Atividades executadas regularmente com a finalidade de gerir uma organização, de acordo com os padrões de trabalho. São também chamadas de processos de gestão, métodos ou metodologias de gestão.

Preferências (preferences) - (EXC)
Necessidades específicas e particulares dos clientes ou das demais partes interessadas, normalmente não explicitadas por eles. Por exemplo, o cliente "prefere" adquirir um produto que possui características que atendem suas necessidades particulares em detrimento de outros que não as possuem. A capacidade de gerir preferências está ligada à de aprender sobre os clientes e demais partes interessadas. Exemplos de preferências incluem: condições de pagamento e de entrega, atributos opcionais, formas de aquisição e de atendimento e marcas específicas.

Prevalência - (BIO / EPD)
Número de casos clínicos ou de portadores existentes em um determinado momento, em uma comunidade, dando uma idéia estática da ocorrência do fenômeno. Pode ser expressa em números absolutos ou em coeficientes.

Prevenção - (BIO / EPD)
Termo que, em saúde pública, significa a ação antecipada, tendo por objetivo interceptar ou anular a ação de uma doença. as ações preventivas têm por fim eliminar elos da cadeia patogênica, ou no ambiente físico ou social, ou no meio interno dos seres vivos afetados ou suscetíveis.

Pró-atividade (proactivity) - (EXC)
Capacidade de tomar a iniciativa e autonomia para antecipar-se aos fatos com ações preventivas. Por exemplo, o uso da técnica FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) serve para identificar problemas potenciais e disparar ações contingenciais ou de prevenção.

Processo (process) - (EXC)
Conjunto de recursos e atividades inter-relacionadas que transformam insumos (entradas) em produtos (saídas). Essa transformação deve agregar valor na percepção dos clientes do processo e exige um certo conjunto de recursos. Os recursos podem incluir pessoal, finanças, instalações, equipamentos, métodos e técnicas, numa seqüência de etapas ou ações sistemáticas. O processo poderá exigir que a seqüência de etapas seja documentada por meio de especificações, de procedimentos e de instruções de trabalho, bem como que as etapas de medição e controle sejam adequadamente definidas.

Processos relativos ao produto (product related processes) - (EXC)
Processos diretamente relacionados à criação de valor para os clientes. Estão associados tanto à manufatura de bens como à prestação de serviços necessários para atender as necessidades dos clientes e da sociedade. São, comumente, conhecidos por processos de projeto, processos de produção (fabricação de bens ou prestação de serviços), processos de execução e de entrega do produto (expedição, transporte e distribuição de bens ou conclusão de um serviço) e processos-fim ou finalísticos (prestação de serviços públicos).

Processos de apoio (support processes) - (EXC)
Processos que dão apoio aos processos relativos ao produto (projeto, produção e entrega dos produtos) e que são usualmente projetados em função de necessidades relacionadas à estrutura e aos fatores internos à organização.

Processos de produção (production processes) - (EXC)
Processos relacionados às atividades-fim, aqueles que geram os produtos finais da organização e geram valor direto para os clientes. Envolvem tanto a fabricação de bens como a prestação de serviços.

Processos organizacionais (organizational processes) (EXC)
Outros processos importantes, além dos relacionados ao produto, às áreas de apoio e aos fornecedores, que sustentam as práticas de gestão, bem como todas as práticas do ciclo de aprendizado dos Itens de enfoque e
aplicação.

Pródromos - (BIO / EPD)
Sintomas indicativos do início de uma doença.

Produtividade (productivity) - (EXC)
Eficiência na utilização de recursos. Apesar de a palavra ser freqüentemente aplicada a um único fator, como mão-de-obra (produtividade do trabalho), máquina, materiais, energia e capital, o conceito de produtividade também se aplica ao total dos recursos consumidos na obtenção de um produto. A produtividade global, também denominada fator de produtividade total, é calculada pela combinação da produtividade dos diferentes recursos utilizados para obtenção de um produto. Essa combinação geralmente requer uma média ponderada dos indicadores de produtividade, compondo um único fator. Normalmente, os pesos atribuídos são proporcionais aos custos de cada recurso. A utilização de um indicador composto, como o fator de produtividade total, permite determinar se o efeito global das mudanças no processo é benéfico ou não, possivelmente envolvendo interação dos recursos. Enfoques eficazes para a gestão do desempenho requerem que a produtividade com um único fator ou a produtividade total seja compreendida e medida, especialmente quando o caso for complexo, existindo grande variedade de custos e de benefícios potenciais.

Produto (product) - (EXC)
Resultado de atividades ou processos. Considerar que:
- o termo produto pode incluir serviços, materiais e equipamentos, informações ou uma combinação desses elementos;
- um produto pode ser tangível (como, por exemplo, equipamentos ou materiais) ou intangível
(por exemplo, conhecimento ou conceitos), ou uma combinação dos dois; e
- um produto pode ser intencional (por exemplo, oferta aos clientes), ou não-intencional (por exemplo, um poluente ou efeitos indesejáveis).

Produto para Diagnóstico de Uso In Vitro -
Reagentes, padrões, calibradores, controles, materiais, artigos e instrumentos, junto com as instruções para seu uso, que contribuem para realizar uma determinação qualitativa, quantitativa ou semi-quantitativa de uma amostra biológica e que não estejam destinados a cumprir função anatômica, física ou terapêutica alguma, que não sejam ingeridos, injetados ou inoculados em seres humanos e que são utilizados unicamente para provar informação sobre amostras obtidas do organismo humano. (Portaria n º 8/MS/SVS, de 23 de janeiro de 1996)

Profilaxia - (BIO / EPD)
Conjunto de medidas que têm por finalidade prevenir ou atenuar as doenças, suas complicações e conseqüências. quando a profilaxia está baseada no emprego de medicamentos, trata-se da quimioprofilaxia.

Prontidão para resposta (responsiveness) - (EXC)
Estar preparado para atender a qualquer tipo de demanda – estratégica, operacional ou tecnológica - e reagir com presteza tendo em vista a satisfação dos clientes (internos, externos) e sua retenção.

Puça De Filó - (BIO)
Instrumento na forma de grande coador utilizado para a captura de mosquito adulto.

Qualidade (quality) - (EXC)
Totalidade de características de uma entidade (atividade ou um processo, um produto, uma organização ou uma combinação destes), que lhe confere a capacidade de satisfazer as necessidades procedimentos, os critérios e a maneira como as principais decisões são tomadas, comunicadas e conduzidas, em todos os níveis da organização.

Quarentena - (BIO / EPD)
Isolamento de indivíduos ou animais sadios pelo período máximo de incubação da doença, contado a partir da data do último contato com um caso clínico ou portador, ou da data em que esse comunicante sadio abandonou o local em que se encontrava a fonte de infecção. na prática, a quarentena é aplicada no caso das doenças quarentenárias.

Quarto - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente com banheiro anexo destinado à internação de pacientes, com capacidade para um ou dois leitos.

Quimioprofilaxia - (EPD / FAR)
Administração de uma droga, incluindo antibióticos, para prevenir uma infecção ou a progressão de uma infecção com manifestações da doença.

Quimioterapia - (FAR)
Uso de uma droga com o objetivo de tratar uma doença clinicamente reconhecível ou de eliminar seu progresso.

Quimioterápicos Antineoplásicos -
Substâncias químicas que atuam a nível celular com potencial de produzirem genotoxicidade, citotoxicidade e teratogenicidade .

Radiologia - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade onde se concentram equipamentos que realizam atividades concernentes ao uso de Raios X para fins de diagnóstico.

Radioterapia - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada ao emprego de radiações ionizantes com fins terapêuticos.

Recaída - (BIO)
Reaparecimento ou recrudescimento dos sintomas de uma doença, antes do doente apresentar-se completamente curado.

Reciclagem -
Processo de transformação dos resíduos que utiliza técnicas de beneficiamento para o reprocessamento, ou obtenção de matéria prima para fabricação de novos
produtos.

Recidiva - (BIO / EPD)
Reaparecimento do processo mórbido após sua cura aparente.

Recorrente - (BIO / EPD)
Estado patológico que evolui através de recaídas sucessivas.

Recrudescência - (BIO / EPD)
Exacerbação das manifestações clínicas ou anatomopatológicas de um processo mórbido.

Repasto - (BIO / EPD)
Ato do inseto alimentar-se diretamente do animal.

Reservatório De Agentes Infecciosos - (Fonte Primária De Infecção) - (BIO / EPD)
Qualquer ser humano, animal, artrópodo, planta, solo, matéria ou uma combinação deles, no qual normalmente vive e se multiplica um agente infeccioso, dela depende para sua sobrevivência, reproduzindo-se onde se reproduz de maneira que pode ser transmitido a um hospedeiro
suscetível.

Resíduo Potencionalmente Infectante -
Resíduo com a possível presença de agente infeccioso com virulência e quantidade tais que a exposição a este, resulte em doença.

Resíduo Reciclável -
Resíduo que devido a sua natureza pode receber
tratamento e/ou beneficiamento e ser reutilizado ou transformado em insumo para fabricação de novos produtos.

Resíduos de Serviços de Saúdes (RSS) - (EH / ARQ / ENF)
Resíduos sólidos dos estabelecimentos prestadores de serviço de saúde em estado sólido, semi-sólidos, resultantes destas atividades. São também considerados sólidos os líquidos produzidos nestes estabelecimentos, cujas particularidades tornem inviáveis o seu lançamento em rede pública de esgotos ou em corpos d'água, ou exijam para isso, soluções técnica e economicamente inviáveis em face à melhor tecnologia disponível.(Resolução CONAMA Nº 05/1993)

Resíduos Perigosos -
Que apresentam risco adicional à saúde pública e/ou ao meio ambiente.

Resistência - (BIO / EPD)
Conjunto de mecanismos específicos e inespecíficos do organismo que servem de defesa contra a invasão ou multiplicação de agentes infecciosos, ou contra os efeitos nocivos de seus produtos tóxicos. os mecanismos específicos constituem a imunidade e os inespecíficos, a resistência inerente ou natural.

Resistência Inerente (Resistência Natural) - (BIO / EPD)
É a capacidade de resistir a uma enfermidade,independente de anticorpos ou da resposta específica dos tecidos. Geralmente depende das características anatômicas ou fisiológicas do hospedeiro, podendo ser genética ou adquirida, permanente ou temporária.

Retroalimentação - (BIO / EPD)
É a devolução de informação aos níveis de menor complexidade, desde a mais específica ao notificante até uma análise mais complexa da situação epidemiológica de determinada região. A retroalimentação poderá ocorrer como resultado de investigação ou análise de dados através de informes e análises epidemiológicas regionais e estaduais, ou ainda por meio de informes macrorregionais ou nacionais.

Rouparia - (EH / ARQ / ENF)
Sala, área para carro roupeiros ou armáriodestinado à guarda de roupa proveniente da lavanderia.

Sala - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente envolto por paredes em todo seu perímetro e uma porta.

Sala de entrevistas (UTI) - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado ao atendimento de acompanhantes de pacientes internados na UTI, com vistas ao repasse de informações sobre o mesmo.

Sala de pré-parto - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado a acomodar a parturiente durante a fase inicial do trabalho de parto. O quarto individual de internação pode ser utilizado para esta atividade.

Sala de preparo de equipamentos e materiais - (EC / EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado a realização dos diversos procedimentos de limpeza e desinfecção de equipamentos e materiais médico-hospitalares (respiradouros, sondas, etc.). Deve ser dotado de ducha para limpeza destes equipamentos.

Sala de recuperação pós-anestésica - (EC / EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado à prestação de cuidados pós-anestésicos e ou pós-operatórios imediatos a pacientes egressos das salas de cirurgia.

Sala de resíduos - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado à guarda interna provisória de recipientes de resíduos sólidos (lixo) segregados até seu recolhimento ao abrigo de recipientes de resíduos.

Sala de serviço - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado exclusivamente as atividades de enfermagem da unidade.

Sala de utilidades ou expurgo - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado à limpeza, desinfecção e guarda dos materiais e roupas utilizados na assistência ao paciente e guarda temporária de resíduos. Deve ser dotado de pia e/ou esguicho de lavagem e de pia de despejo com válvula de descarga e tubulação de esgoto de 75mm no mínimo. Nos EAS de nível primário, pode-se dispensar a área de lavagem e descontaminação da central de material esterilizado - simplificada em favor da sala de utilidades.

Sala para PPP - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente específico para realização, exclusivamente, de partos não cirúrgicos através de técnicas naturais onde o pré-parto, o parto e o pós-parto acontecem no mesmo ambiente, tornando assim o parto mais humanizado, com a participação intensa de acompanhantes (marido, mãe, etc.) da parturiente. A sala deve possuir em todas as faces, elementos construtivos ou de decoração que permitam o completo isolamento visual e, se possível acústico.

Sala para AMIU - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado à aspiração manual intra-uterina, realizada com anestesia local.

Saneamento Domiciliar - (BIO / EPD)
Conjunto de ações que visa à melhoria do abastecimento d'água, esgotamento sanitário, manejo e destino adequado dos resíduos sólidos no domicílio.

Sanitário - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente dotado de bacia (s) sanitária(s) e lavatório (s).

Sensibilidade - (BIO / EPD)
É a capacidade do procedimento de diagnose de efetuar diagnósticos corretos de doença quando a mesma está presente, verdadeiros positivos ou enfermos.

Sensibilidade De Um Sistema De Vigilância Epidemiológica - (BIO / EPD)
É a capacidade que um sistema de vigilância tem de detectar os casos verdadeiros do evento sob vigilância. Um sistema com 100% de sensibilidade detectará todos os agravos/doenças que ocorrem na população. Um sistema que não tenha uma sensibilidade alta ainda pode ser útil para a determinação de tendências.

Sepse - (BIO / EPD)
Presença de microorganismo patogênico ou de suas toxinas no sangue ou em outros tecidos.

Sinal - (BIO / EPD)
Evidência objetiva de doença.

Sinergismo - (BIO / EPD/ FAR)
Ação combinada de dois ou mais medicamentos que produzem um efeito biológico, cujo resultado pode ser simplesmente a soma dos efeitos de cada composto ou um efeito total superior a essa soma. Quando um medicamento aumenta a ação de outro, diz-se que existe potencialização. Esse termo é muitas vezes utilizado de forma pouco precisa para descrever o fenômeno de sinergismo, quando dois compostos atuam sobre diferentes locais receptores do agente patogênico. O caso oposto representa-se pelo antagonismo, fenômeno pelo qual as ações conjuntas de dois ou mais compostos resultam em uma diminuição do efeito farmacológico.

Sintoma - (BIO / EPD)
Evidência subjetiva de doença.

Sistema de Tratamento de Resíduos -
Conjunto de unidades, processos e procedimentos que alteram as características físicas, químicas ou biológicas dos resíduos e conduzem à minimização do risco à saúde pública e à qualidade do meio ambiente.

Soroepidemiologia - (BIO / EPD)
Estudo epidemiológico ou atividade baseada na identificação, com base em testes sorológicos, de mudanças nos níveis de anticorpos específicos de uma população. Esse método permite, não só, a identificação de casos clínicos, mas, também, os estados de portador e as infecções latentes ou sub-clínicas.

Sorotipo - (BIO / EPD)
Caracterização de um microorganismo pela identificação de seus antígenos.

Surto - (BIO / EPD)
Epidemia de proporções reduzidas, atingindo uma pequena comunidade humana. Muitos restringem o termo para o caso de instituições fechadas, outros o usam como sinônimo de epidemia.

Suscetível - (BIO / EPD)
Qualquer pessoa ou animal que supostamente não possui resistência suficiente contra um determinado agente patogênico, que a proteja da enfermidade caso venha a entrar em contato com o agente.

Taxa De Ataque - (BIO / EPD)
Coeficiente ou taxa de incidência referida a uma população específica ou a um grupo bem definido de pessoas, limitadas a uma área e tempo restritos. É muito útil para investigar surtos epidêmicos logo em sua eclosão e durante a sua vigência.

Taxa De Ataque Secundário - (BIO / EPD)
É a razão entre o número de casos novos surgidos a partir do contato com o caso-índice e o número total de contatos com o caso-índice, expressando-se o resultado em percentual. tcas = n° de casos novos surgidos a partir de contato com o caso-índice x 100/n° total de pessoas que tiveram contato com o caso-índice.

Taxa (ou coeficiente) De Letalidade - (BIO / EPD)
É a medida de freqüência de óbitos por determinada causa entre membros de uma população atingida pela doença.

Taxa De Morbidade - (BIO / EPD)
Medida de freqüência de doença em uma população. existem dois grupos importantes de taxa de morbidade: as de incidência e as de prevalência.

Taxa (ou coeficiente) De Mortalidade - (BIO / EPD)
É a medida de freqüência de óbitos em uma determinada população durante um intervalo de tempo específico. Ao se incluir os óbitos por todas as causas tem-se a taxa de mortalidade geral. Caso se inclua somente óbitos por determinada causa, tem-se a taxa de mortalidade específica.

Taxa (ou coeficiente) De Natalidade - (BIO / EPD)
É a medida de freqüência de nascimentos em uma determinada população, durante um período de tempo especificado.

Tecnologia -
É a aplicação sistemática à prática do conhecimento organizado, científico ou de outra índole.

Tecnologia em saúde -
São os medicamentos, dispositivos e procedimentos médicos e cirúrgicos utilizados na atenção médica e os sistemas organizacionais e de apoio, através dos quais se proporciona essa atenção. De outro modo, pode-se incluir os conhecimentos que podem ser utilizados pelos provedores de atenção à saúde e pelas comunidades para resolver ou reduzir problemas e melhorar os níveis de saúde.

Tempo de ciclo (cycle time) - (EXC)
Desempenho em função do tempo, ou seja, o tempo necessário para completar tarefas, o tempo requerido para atender compromissos ou o tempo requerido para providenciar respostas. Os indicadores que se referem ao tempo têm papel relevante nos Critérios por sua grande importância na melhoria da competitividade. O tempo de ciclo é utilizado nesta publicação para referir-se a qualquer aspecto de desempenho que inclua tempo. Alguns exemplos de indicadores de desempenho do tempo de ciclo são: tempo de preparação do equipamento, tempo de execução de processos, tempo de troca de ferramental, prazo de entrega e tempo para lançamento de produto novo no mercado.

Tempo De Supressão - (BIO / EPD)
Tempo que transcorre entre a primeira porção tomada de um medicamento até o desaparecimento da parasitemia observável.

Tendência (tendency) - (EXC)
Comportamento do conjunto de resultados ao longo do tempo. Não se especifica nenhum prazo mínimo para se estabelecer tendência, entretanto para os Critérios de Excelência será considerada a variação consecutiva (melhoria dos resultados) de forma sustentada de no mínimo três períodos de tempo. A freqüência de medição deve ser coerente com o ciclo da prática de gestão medida, adequada para apoiar as análises críticas e a tomada de ações corretivas e de melhoria.

Tendência Secular - (BIO / EPD)
Comportamento da incidência de uma doença, em um longo intervalo de tempo, geralmente anos ou décadas.

Tipologia - (EH / ARQ / ADM / ENF)
São os diversos modelos funcionais, resultantes do conjunto de atribuições que juntas compõe a edificação do estabelecimento de saúde.

Toxina - (BIO)
Proteínas ou substâncias protéicas conjugadas, letais para certos organismos. As toxinas são produzidas por algumas plantas superiores, por determinados animais e por bactérias patogênicas. o alto peso molecular e a antigenicidade das toxinas as diferenciam de alguns venenos químicos e alcalóides de origem vegetal.

Transmissão - (BIO / EPD)
Transferência de um agente etiológico animado de uma fonte primária de infecção para um novo hospedeiro. A transmissão pode ocorrer de forma direta ou indireta.

Transmissão Direta (Contágio) - (BIO / EPD)
Transferência do agente etiológico, sem a interferência de veículos.

Transmissão Direta Imediata - (BIO / EPD)
Transmissão direta em que há um contato físico entre a fonte primária de infecção e o novo hospedeiro.

Transmissão Direta Mediata - (BIO / EPD)
Transmissão direta em que não há contato físico entre a fonte primária de infecção e o novo hospedeiro; a transmissão se faz por meio das secreções oronasais (gotículas de flügge).

Transmissão Indireta - (BIO / EPD)
Transferência do agente etiológico por meio de veículos animados ou inanimados. Afim de que a transmissão indireta possa ocorrer, torna-se essencial que:
a) os germes sejam capazes de sobreviver fora do organismo, durante um certo tempo;
b) haja veículo que os leve de um lugar a outro.

Tratamento Anti-Recidivante - (BIO / EPD)
Tratamento destinado a prevenir as recidivas, particularmente as que incidem a longo prazo. Sinônimo de tratamento radical.

Tratamento Profilático - (BIO / EPD)
Tratamento de um caso clínico ou de um portador, com a finalidade de reduzir o período de transmissibilidade.

Tubito - (BIO / EPD)
Pequeno tubo usado para acondicionamento de larvas na remessa ao laboratório.

Unidade - (EH / ARQ / ADM / ENF)
Conjunto de ambientes fisicamente agrupados, onde são executadas atividades afins.

Unidade de acesso restrito - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Unidade física com barreira e controle de entrada e saída de pessoas e de material. Possui todo conjunto de ambientes fins e de apoio dentro da própria área da unidade.

Unidade física - (EH / ARQ / ADM / ENF)
Conjunto de ambientes fins e de apoio pertencentes a uma unidade funcional.

Unidade funcional - (EC / EH / ARQ / ADM / ENF)
Conjunto de atividades e sub-atividades pertencentes a uma mesma atribuição.

Urgência de alta complexidade - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à assistência de pacientes sem risco de vida, cujos agravos necessitam de atendimento imediato utilizando-se técnicas complexas de assistência.

Urgência de baixa complexidade - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade destinada à assistência de pacientes sem risco de vida, cujos agravos necessitam de atendimento imediato utilizando-se técnicas simples de assistência. Pode estar inserida na Unidade de Emergência ou de Alta Complexidade.

UTI - (EC / EH / ARQ / ENF)
Sob a nossa ótica, há duas interpretações para este termo:
1. Unidade de terapia intensiva - unidade que abriga pacientes de requeiram assistência médica, de enfermagem, laboratorial e radiológica ininterrupta.
2. Unidade específica dentro de uma CTI. Exemplo: unidade coronariana.

UTI neonatal - (EC / EH / ARQ / ENF)
Berçário de cuidados intensivos com todos os ambientes de apoio necessários.

UTQ - (EC / EH / ARQ / ENF)
Unidade de tratamento de queimados.

Vacina - (BIO / EPD)
Preparação contendo microorganismos vivos ou mortos ou suas frações, possuidora de propriedades antigênicas. As empregadas para induzir em um indivíduo a imunidade ativa e específica contra um microorganismo.

Valor (value) - (EXC)
Grau de benefício obtido como resultado da utilização e das experiências vividas com um produto. É a percepção do cliente e das demais partes interessadas sobre o grau de atendimento de suas necessidades, considerando-se as características e atributos do produto, seu preço, a facilidade de aquisição, de manutenção e de uso, ao longo de todo seu ciclo de vida. As organizações buscam criar e entregar valor para todas as partes interessadas. Isto requer um balanceamento do valor na percepção dos clientes, dos acionistas, da força de trabalho e da sociedade.

Valores organizacionais (organizational values) - (EXC)
Entendimentos e expectativas que descrevem como os profissionais da organização se comportam e sobre os quais todas as relações organizacionais estão baseadas.

Veículo - (BIO / EPD)
Ser animado ou inanimado que transporta um agente etiológico. Não são consideradas como veículos as secreções e excreções da fonte primária de infecção, que são, na realidade, um substrato no qual os microorganismos são eliminados.

Veículo Animado - (Vetor) - (BIO / EPD)
Um artrópode que transfere um agente infeccioso da fonte de infecção para um hospedeiro suscetível.

Veículo Coletor -
Veículo utilizado para a coleta externa e o transporte de resíduos de serviços de saúde.

Veículo Inanimado - (BIO / EPD)
Ser inanimado que transporta um agente etiológico. Os veículos inanimados são: água, ar, alimentos, solo e fômites.

Vestiário - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente destinado à troca de roupa

Vestiário central de funcionários - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente dotado de bacias sanitárias, lavatórios, chuveiros e área de troca de roupa.

Vestiário de barreira - (EH / ARQ / ENF)
Ambiente exclusivo para paramentação definida pela CCIH do EAS. Serve de barreira (controle de entrada e saída) à entrada da unidade. Pode estar acoplado ou não a um sanitário ou banheiro.

Vetor Biológico - (BIO / EPD)
Vetor no qual se passa, obrigatoriamente, uma fase do desenvolvimento de determinado agente etiológico. Erradicando-se o vetor biológico, desaparece a doença que transmite.

Vetor mecânico - (BIO / EPD)
Vetor acidental que constitui somente uma das modalidades da transmissão de um agente etiológico. Sua erradicação retira apenas um dos componentes da transmissão da doença.

Vigilância De Doença - (BIO / EPD)
É o levantamento contínuo de todos os aspectos relacionados com a manifestação e propagação de uma doença, que sejam importantes para o seu controle eficaz. inclui a coleta e avaliação sistemática de:
a) Dados de morbidade e mortalidade;
b) Dados especiais de investigações de campo sobre epidemias e casos individuais;
c) Dados relativos a isolamento e notificação de agentes infecciosos em laboratório;
d) Dados relativos à disponibilidade, uso e efeitos adversos de vacinas, toxóides, imunoglobulinas, inseticidas e outras substâncias empregadas no controle de doenças;
e) Dados sobre níveis de imunidade em certos grupos da população.

Todos esses dados devem ser reunidos, analisados e apresentados na forma de informes, que serão distribuídos a todas as pessoas que colaboraram na sua obtenção e a outras que necessitem conhecer os resultados das atividades da vigilância para fins de prevenção e controle de agravos relevantes à saúde pública. Esses procedimentos se aplicam a todos os níveis dos serviços de saúde publica, desde o local até o internacional.

Vigilância Epidemiológica (I) - (EPD)
É, conforme o art. 2° da lei n° 6 259, de 30 de outubro de 1975, "o conjunto de informações, investigações e levantamentos necessários a programação e a avaliação de medidas de controle de doenças e situações de agravos à saúde".

Vigilância Epidemiológica (II) - (EPD)
É o conjunto de atividades que proporcionam a informação indispensável para conhecer, detectar ou prever qualquer mudança que possa ocorrer nos fatores condicionantes do processo saúde-doença, com o a finalidade de recomendar, oportunamente, as medidas indicadas que levem à prevenção e ao controle das doenças.

Vigilância De Pessoa - (BIO / EPD)
É a observação médica rigorosa ou outro tipo de supervisão de contatos de pacientes com doença infecciosa, para permitir a identificação rápida da infecção ou doença, porém sem restringir sua liberdade de movimentos.

Virulência - (BIO / EPD)
Uma medida quantitativa da patogenicidade, ou seja, da
probabilidade de causar doença.

Visão (vision) - (EXC)
Estado que a organização deseja atingir no futuro. A visão tem a intenção de propiciar o direcionamento dos rumos de uma organização.

Volts ( V ) -
É a unidade que mede a tensão elétrica de uma ligação, (diferença de potencial), as tensões comumente fornecidas as residências no Brasil são: 110 V, 127 V ou 220 V.

Watt ( W ) -
Designa a Potência, ou melhor, o consumo de energia. Exemplo: Nas lâmpadas encontra-se a seguinte descrição: 100 W, ou seja, seu consumo é 100 Watts.

Zooantroponose - (BIO / EPD)
Infecção transmitida aos animais, a partir de reservatório humano.

Zoonoses - (BIO / EPD)
Infecção ou doença infecciosa transmissível, sob condições naturais, de homens a animais e vice-versa.

 

Engenharia Clínica Ltda - São Paulo - Fone: 11 3277-1370 / Celular: 11 8335-1437 - lb@engenhariaclinica.com